4 dicas para escolher o melhor empréstimo pessoal

Veja 4 dicas para escolher o melhor empréstimo pessoal e fazer um bom negócio!

Saiba escolher o melhor empréstimo pessoal

Sempre que você precisar de um empréstimo, lembre que deve pesquisar e comparar as taxas de todas as propostas – principalmente se quiser um empréstimo pessoal. O crédito pessoal está entre os mais caros do mercado porque tem taxas de juros bem altas. Então, quando ele for a sua última alternativa, você precisa escolher o menor empréstimo que encontrar.

Entenda o empréstimo pessoal

Como escolher o empréstimo pessoal mais barato

1. Procure primeiro o seu banco

O banco cobra taxas menores do que as financeiras, pois conhece o seu histórico e sabe se você é ou não um bom pagador.

2. Veja todas as taxas do empréstimo

Para saber o valor que você vai pagar não basta olhar os juros. Pergunte qual o Custo Efetivo Total (CET) da dívida, que mostra todas as taxas que você terá que pagar nesse empréstimo, incluindo impostos e seguros.

3. Compare o CET em outros bancos

Mesmo que você simule o empréstimo no seu banco, pesquise e compare com as taxas do mesmo empréstimo em outros lugares. Assim você sabe onde é mais barato pegar o crédito e pode até negociar um desconto com o seu gerente.

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
Simplic: empréstimos de R$ 500 a R$ 2.500.
Lendico: empréstimos de R$ 2,5 mil a R$ 50 mil.
BomPraCrédito: compare e contrate empréstimos de diferentes bancos.

4. Fuja das financeiras

Elas prometem dinheiro rápido e sem análise de crédito, mas são bem mais caras. Clique aqui e entenda por que não vale a pena contratar o empréstimo pessoal nessas instituições.

Saiba comparar

Quanto menor o valor do CET, menor será o preço que você vai pagar pelo empréstimo pessoal. Por isso, antes de assinar o contrato, compare os percentuais. Se um banco tem o CET de 60% ao ano e o outro 48%, faça o empréstimo na instituição que tem o menor CET.




comentários



}); //fim script