15 perguntas e respostas sobre o consórcio de viagem

  • Google+
  • LinkedIn

15 perguntas e respostas sobre o consórcio de viagemTirar as férias que você sempre sonhou ou levar a família para conhecer um lugar diferente pesa menos no orçamento do que você imagina. Pois é! Com o consórcio de viagem, você paga uma quantia por mês durante um ano ou mais e recebe todo o dinheiro quando for sorteado.

Se você nunca tinha pensado em fazer um consórcio para viajar, que tal analisar essa ideia? É uma forma de organizar seu orçamento e conseguir as férias que tanto deseja!



Veja abaixo 15 perguntas e respostas sobre o consórcio de viagem

1. Como funciona o consórcio de viagem?

Nele, você escolhe o valor da carta de crédito, ou seja, o dinheiro que pretende gastar na viagem quando for sorteado. Funciona assim: uma empresa que administra consórcios abre um grupo para quem está interessado em fazer um consórcio com a mesma finalidade: viajar. Todos os participantes do consórcio pagam as parcelas durante o período de duração previsto em contrato, e a administradora cuida do dinheiro e dos sorteios. Todo mês alguém é sorteado e, mesmo com a carta de crédito na mão, continua pagando as parcelas mês a mês até o final do consórcio.

2. Quanto tempo dura um consórcio de viagem?

Depende! Os consórcios de viagem costumam durar de um a quatro anos. E isso significa que se você for sorteado no final, terá que esperar bastante para viajar. A não ser que você dê um lance e leve a carta de crédito antes. Por isso, o consórcio é uma boa opção para quem não tem o costume de guardar dinheiro e também não está com pressa.

3. Como eu entro em um consórcio de viagem?

Para participar, procure uma administradora de consórcios, pois ela reúne os interessados na mesma carta de crédito ou clique aqui e confira 3 caminhos para entrar em um consórcio.

4. Como eu faço o pagamento das parcelas?

Ao fechar o negócio você recebe um boleto para pagar as parcelas. Esse boleto possui todas as informações sobre o consórcio, por exemplo, quantas pessoas foram sorteadas no último mês.

5. As parcelas têm juros?

O consórcio não tem juros como um financiamento, mas você paga uma taxa para a administradora. Além disso, as parcelas podem sofrer reajuste uma vez por ano de acordo com alguns índices, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mostra a variação do custo de vida dos consumidores.

6. Como faço para ser contemplado?

Existem duas maneiras. Uma delas é o sorteio mensal, e a outra é dando lances – quem oferece mais dinheiro neste lance leva a carta de crédito, como em um leilão. Em alguns consórcios, o lance vencedor não é o mais alto e sim aquele em que o participante antecipou o maior número de parcelas do pagamento, já que no mesmo grupo podem existir participantes com prazos e parcelas diferentes.

7. O que acontece com o dinheiro se o meu lance não for o vencedor?

Se o seu lance não for o vencedor, não é preciso entregar esse dinheiro. Você pode guardar de volta e tentar novamente em outros meses.

8. Quantos sorteios acontecem por mês?

O número de sorteios varia conforme cada administradora porque elas têm regras próprias. E ele também muda de acordo com o número de participantes do consórcio, pois quanto mais gente existe no grupo, mais dinheiro é arrecadado por mês para a carta de crédito.



9. Eu tenho que continuar pagando as parcelas depois de ser sorteado?

Sim. Mesmo que você seja sorteado no começo do consórcio, deve continuar pagando até o final do prazo previsto no contrato.

10. O que acontece se eu atrasar o pagamento de uma parcela?

Você terá que pagar este valor com juros e multa. E se você atrasar muitas parcelas corre o risco de ser excluído do grupo. Se isso acontecer, é preciso esperar até o final do consórcio para resgatar seu dinheiro. E lembre-se: não irá receber tudo, pois terá que quitar a multa.

11. O que fazer se eu não consigo mais pagar o consórcio da viagem?

Não se preocupe, pois existem três caminhos. Confira:

1. Transferir a sua participação para outra pessoa, que vai comprar a cota;
2. Mudar para um consórcio, da mesma empresa, que tenha parcelas menores. Por exemplo, ir para um consórcio de uma carta de crédito mais barata.
3. Pedir para sair do grupo. Você terá que pagar uma multa e esperar ser sorteado para receber o dinheiro das parcelas anteriores.

12. A carta de crédito é entregue em dinheiro?

Não. Quando você for sorteado deve escolher a agência de viagens, o seu destino, fazer todo o processo de compra e informar para a administradora, que irá pagar o valor direto para a empresa que você contratou. O dinheiro da carta de crédito não cai na sua conta.

13. Posso comprar outro produto com a minha carta de crédito?

Depende do que está previso no seu contrato. Em alguns consórcios você pode escolher migrar para outro serviço quando for contemplado.

14. E se a viagem que eu quero fazer tiver um preço diferente da minha carta de crédito?

Não tem problema.  Se for uma viagem mais barata, você pode usar o restante do dinheiro para quitar as parcelas do consórcio. Se for mais cara, dá para usar carta de crédito, mas você terá que completar o valor que falta.



15. Qual é o prazo máximo para fazer a viagem depois que fui sorteado?

Você tem tempo até o consórcio terminar. Se você for sorteado e não quiser viajar naquela hora, a administradora deve depositar o valor da carta de crédito em uma poupança e você tem o prazo mínimo de seis meses para sacar esse dinheiro.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.