Posso usar o FGTS no consórcio de moto?

  • Google+
  • LinkedIn

Descubra se você pode aproveitar esse recurso para antecipar o pagamento das parcelas e saiba o que fazer caso não consiga mais pagar o que deve

Posso usar meu FGTS para pagar o consórcio de moto



Quem já ouviu falar sobre o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em um consórcio precisa saber que ele só é aceito no caso dos imóveis. Os consorciados que vão comprar uma moto não podem usar esse benefício mesmo que tenham dinheiro disponível.

Mas isso não impede que você se organize financeiramente para dar um lance e tentar antecipar a contemplação. Existem três tipos, que você pode escolher conforme o dinheiro que tem guardado. Veja só:

Lance comum. Nele, você decide quanto dará no leilão e esse dinheiro será usado para quitar as parcelas do consórcio. Se o seu lance for maior que os demais, você leva a carta de crédito.

Lance fixo. Aqui, a administradora reúne os consorciados interessados em levar a carta de crédito naquele mês e faz um sorteio somente entre eles. O valor do lance é definido pela administradora, sendo que para participar desse sorteio exclusivo você deve concordar em pagar o valor definido pela empresa.

Lance embutido. Você também pode usar um valor da carta de crédito como lance. Por exemplo, se a sua carta de crédito é de R$ 6 mil, você pode dar um lance de R$ 1 mil. Nesse caso, quando for contemplado, receberá somente os R$ 5 mil restantes.

Programe sua compra

Como você não poderá contar com o FGTS, prefira um consórcio com parcelas mensais que não comprometam tanto o seu orçamento. Esse cuidado é importante porque, se acontecer algum imprevisto e você deixar de pagar o que deve, será impedido de ir às assembleias e de dar lances, podendo até ser excluído do grupo. Para não se atrapalhar com o pagamento das prestações, é preciso escolher o consórcio certo. O primeiro item que você deve analisar é o valor da carta de crédito, pois esse dinheiro será o valor usado na compra da sua moto. Caso queira uma mais cara, terá que completar o valor. Certifique-se também de escolher parcelas que caibam no seu bolso! Você terá que arcar com essa prestação durante um longo tempo.

O que fazer se você atrasou as parcelas



Para não ter tanto prejuízo, veja as três atitudes que você pode tomar caso não consiga mais pagar as parcelas do consórcio:

1. Passar a participação para outro que gostaria comprar a cota;

2. Mudar para um consórcio, da mesma empresa, que tenha parcelas menores. Por exemplo, um consórcio de uma moto mais barata;

3. Pedir para sair do grupo. Nesse caso, você terá esperar ser sorteado para receber o dinheiro que pagou nas parcelas anteriores, e terá que descontar a multa.



Saiba mais sobre o consórcio de motos

Clique aqui e tire 15 dúvidas sobre esse assunto.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.