7 regras do consórcio de motos que você deve conhecer - Konkero

7 regras do consórcio de motos que você deve conhecer

Entenda o funcionamento do consórcio de motos.

Se você vai entrar em um consórcio para comprar uma moto, é importante tirar todas as suas dúvidas antes de assinar o contrato. Dessa forma, você fecha o negócio com segurança e evita problemas no futuro.

Para começar, conheça sete regras do consórcio de motos sobre o pagamento das parcelas e os lances que você pode dar para tentar levar a moto antes.

1. Se você atrasar o pagamento de uma parcela, não participará do sorteio nem poderá dar lances

Não deixe de pagar as mensalidades correspondentes ao consórcio da sua moto dentro do prazo de vencimento. Caso você atrase muitos pagamentos, não poderá fazer parte dos sorteios e dos leilões. Por isso, tente quitar tudo em dia para não perder as chances de levar a moto.

2. A administradora precisa ser autorizada pelo Banco Central para funcionar

Esse é o órgão que fiscaliza todo o sistema de consórcios no Brasil. Rodobens, Suzuki Motos, Itaú, Vemar e Caixa são algumas das administradoras autorizadas. Para ver a lista completa, clique aqui. Em caso de problemas com as contemplações do consórcios ou para verificar a situação da empresa administradora, entre em contato pelo BACEN, por meio do telefone 145 de segunda a sexta-feira, das 08:00 às 20:00.

3. A data de vencimento da prestação é definida pela administradora

Antes de entrar no grupo de consorciados, descubra com a administradora do consórcio a data de vencimento da parcela mensal da sua carta de crédito. Por isso informe-se antes se o dia do pagamento das parcelas não vai atrapalhar o seu orçamento mensal.

4. Você pode antecipar o pagamento das parcelas

Entrou uma grana extra no orçamento e resolveu quitar o consórcio mais rápido para conseguir sua moto? Saiba que você pode fazer isso, mas antes confira no contrato se a sua ordem de pagamento é direta ou inversa. Se for direta, ao antecipar as parcelas você paga as próximas que estão para vencer. Se for inversa, o adiantamento quita as últimas parcelas do seu consórcio para que você termine de pagar antes do prazo.

5. Algumas administradoras deixam você comprar tanto uma moto nova quanto uma usada com sua carta de crédito

Se o valor da moto for mais baixo que o da sua carta, dá para usar o restante do dinheiro para quitar as parcelas que você deve. No caso de acontecer o contrário e você não ter o dinheiro total para comprar a moto, também é possível utilizar a carta de crédito, mas o cliente deverá cobrir o restante do valor.

6. Você pode usar até 10% da sua carta de crédito para pagar outras despesas da moto

O seguro e o IPVA são exemplos de gastos que você consegue quitar com essa parte do consórcio.

7. É possível pegar o valor da carta de crédito em dinheiro

Decidiu utilizar o valor gasto no consórcio da moto em outra compra? É possível receber o valor gasto, no entanto, você terá que esperar seis meses após o consórcio acabar ou depois de ser contemplado.

 Veja também!