Consórcio de Motos: 20 coisas que você precisa saber

  • Google+
  • LinkedIn

Tire as principais dúvidas sobre este serviço antes de entrar em um grupo e começar o parcelamento

15-perguntas-e-respostas-sobre-o-consórcio-de-motos



Financiar uma moto, seja em loja ou em banco, não precisa ser a sua única opção. Com o consórcio, você não paga entrada e quita as parcelas mensalmente até receber o dinheiro de uma vez com a carta de crédito. Ao escolher esse caminho, saiba que nem sempre dá para comprar a moto no prazo que você gostaria, pois a contemplação depende de um sorteio ou dos lances. Apesar disso, ainda vale a pena conhecer as vantagens desse negócio e decidir se ele é a melhor opção para você.

Confira 20 dúvidas comuns sobre este assunto e fique por dentro das regras do consórcio!

1. Como funciona o consórcio de moto?

Uma empresa que administra consórcios abre um grupo para compradores interessados em uma moto. Cada participante que entra deverá pagar uma parcela todo mês para a administradora, que é responsável por cuidar do dinheiro e dos sorteios. É neste sorteio que você consegue o dinheiro para comprar a moto, ou seja, recebe a carta de crédito. Todo mês alguém será sorteado e, mesmo com o dinheiro na mão, continua pagando as parcelas até o final do consórcio.

2. Quanto tempo dura um consórcio de moto?

Depende! Eles costumam durar de dois a seis anos, e isso significa que se você for sorteado no final, terá que esperar bastante para comprar sua moto. Quem não quer depender somente do sorteio pode dar um lance e tentar levar a carta de crédito dessa maneira. Mas não importa quando você será contemplado: terá que pagar as parcelas até o final do prazo.

3. Como eu entro em um consórcio de moto?

Para participar, você deve procurar uma administradora de consórcios, pois é ela que reúne os interessados em um mesmo modelo de moto. Existem 11 empresas grandes que vendem consórcio de moto, entre elas a Embracon, Recon, a Yamaha e a Rodobens. Na hora de pesquisar os planos, é possível comparar e escolher pelo valor da carta de crédito, pela taxa de administração ou até pela qualidade de atendimento de cada empresa. Nessa hora, escolha aquilo que faz mais diferença para você.

4. Como é o pagamento das parcelas?

Ao fechar o negócio, você recebe um boleto para pagar as parcelas. Esse boleto possui todas as informações sobre o consórcio, por exemplo, quantas pessoas foram sorteadas no último mês.

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
Simplic: empréstimos de R$ 500 a R$ 2.500.
Lendico: empréstimos de R$ 2.500 a R$ 35 mil.
BomPraCrédito: compare e contrate empréstimos de diferentes bancos

5. As parcelas do consórcio de moto têm juros?

Não, mas você paga uma taxa para a administradora, que na prática tem a mesma função dos juros, pois aumenta o valor da parcela. Mesmo assim, a taxa de administração é menor do que a taxa de juros cobrada pelos bancos. Além dessa cobrança, saiba que as parcelas do consórcio podem sofrer reajuste uma vez por ano porque os modelos de moto ficam mais caros ou mais baratos com o tempo.

6. Como faço para ser contemplado no consórcio de moto?

Existem duas maneiras. Uma delas é o sorteio mensal e a outra é dando lances – quem oferece mais dinheiro leva a moto, como acontece em um leilão. Normalmente, o lance vencedor será do participante que pretende pagar mais parcelas naquele mês. Se o seu lance for o vencedor, ele terá o valor abatido das parcelas restantes: dependendo da administradora, você pode reduzir o número de prestações ou diminuir o valor da parcela mensal.

7. O que acontece se eu der um lance e não ganhar?

Nesse caso, você pode pegar o dinheiro de volta ou usá-lo para quitar antecipadamente mais parcelas do consórcio.

8. Dá para usar a carta de crédito como lance?

Sim. Nesse caso, você fará um lance embutido e dará uma porcentagem da sua carta de crédito como lance no leilão. Quando for contemplado, será descontada a quantia que você deu no lance, portanto você terá um valor menor para gastar no carro. Por exemplo: se a sua carta de crédito é de R$ 30 mil, você pode fazer um lance de R$ 10 mil. Se ganhar, terá R$ 20 mil para comprar o veículo. Saiba mais sobre os lances no consórcio.

9. Quantos sorteios acontecem por mês?

O número varia conforme cada administradora porque elas têm regras próprias. E também muda de acordo com o número de participantes do consórcio, pois quanto mais gente no grupo, mais dinheiro é arrecadado por mês para a compra da moto..

10. Eu tenho que continuar pagando as parcelas depois de ser sorteado?

Sim. Mesmo que você seja sorteado no começo, deve continuar pagando tudo que está previsto no contrato. Se o seu consórcio é de 30 meses, por exemplo, precisará pagar 30 parcelas.

11. O que acontece se eu atrasar o pagamento de uma parcela?

Você terá que acertar este valor com juros e multa. E, se atrasar muitas parcelas, corre o risco de ser excluído do grupo. Quem sai do consórcio por inadimplência precisa esperar até o final para resgatar o dinheiro e ainda terá um desconto no valor por conta da multa. Além disso, quando algum sorteado deixa de pagar as parcelas que faltam, a administradora pode entrar com um processo e fazer a apreensão da moto.



12. O que fazer se eu não consigo mais pagar o consórcio de moto?

Existem três saídas:

1. Transferir a sua participação para outro interessado em entrar no grupo comprando a sua cota;
2. Mudar para um consórcio da mesma empresa que tenha parcelas menores. Por exemplo, indo para um consórcio de uma moto mais barata.
3. Pedir para sair do grupo. Mas você terá que pagar uma multa e esperar ser sorteado para receber o dinheiro das parcelas anteriores.

13. A carta de crédito é entregue em dinheiro?

Não. Quando você for sorteado terá que escolher o modelo da moto, acertar a compra com o vendedor e avisar a administradora. Ela ficará responsável por pagar esse vendedor, ou seja, o dinheiro da carta de crédito não cai na sua conta.

14. Posso comprar outro produto com a minha carta de crédito?

Depende do que está previsto no seu contrato. Em alguns consórcios, você pode escolher qualquer modelo de moto, inclusive veículos usados e de preços diferentes.

15. É possível comprar uma moto usada?

Sim, pois a carta de crédito permite que você adquira qualquer bem dentro da categoria. Ou seja, desde que seja uma moto e não um carro, você pode você pode fazer a compra. Mas fique atento: as administradoras costumam colocar um limite em relação ao ano de fabricação do veículo, verifique essa condição no contrato.

16. E se a moto que eu quero tiver um preço diferente da minha carta de crédito quando eu for sorteado?

Não tem problema. Se for um modelo mais barato, você pode comprá-lo e usar o restante do dinheiro para quitar as parcelas do consórcio. Se for mais caro, dá para usar carta de crédito, mas você terá que completar o valor que falta.

Empréstimo online: solicite sem sair de casa
Simplic: empréstimos de R$ 500 a R$ 2.500.
Lendico: empréstimos de R$ 2.500 a R$ 35 mil.
BomPraCrédito: compare e contrate empréstimos de diferentes bancos

17. Qual é o prazo máximo para comprar a moto depois que fui sorteado?

Você tem tempo até o consórcio terminar. Se for sorteado e não quiser comprar naquela hora, a administradora deve depositar o valor da carta de crédito em uma poupança e você tem o prazo mínimo de seis meses para sacar esse dinheiro.

18. Minha moto foi roubada. Tenho que continuar pagando consórcio?

Sim, apesar do roubo você ainda tem que quitar o pagamento do bem. Por isso é importante fazer um seguro quando receber o veículo! Os consórcios não incluem seguros em seus planos.

19. Como saber se a administradora de consórcios é confiável?

Antes de fechar negócio, você precisa confirmar que a empresa tem autorização do Banco Central para vender consórcios. Confira o ranking com as 15 maiores administradoras de consórcio autorizadas pelo Banco Central para você comparar e tomar a melhor decisão.

20. O que eu preciso saber na hora de escolher um consórcio de moto?

Comece avaliando a carta de crédito que você quer. Se a sua intenção é adquirir um veículo mais barato, pode utilizar o valor a mais da carta para quitar outras parcelas, mas caso você queria um veículo mais caro, fique ciente de que terá que completar o valor. A taxa de administração é outro ponto a ser analisado, pois ela faz diferença no custo final do seu consórcio. Evite pagar mais e compare as taxas de administração!



Certifique-se de que escolheu um valor que você consegue pagar todo mês! Fique atento ao valor da parcela e ao prazo de pagamento.  Assim, você evita dívidas no seu nome e garante o seu carro ao final do consórcio.

Ficou com alguma dúvida específica do seu consórcio? Entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da sua administradora! Confira as 20 respostas sobre o consórcio de carro.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.