Consórcio de imóvel: qual o melhor momento para fazer um

  • Google+
  • LinkedIn

Confira seis situações em que a melhor opção para conquistar a casa própria é fazer um consórcio!

16-respostas-sobre-o-consórcio-de-imóveis



Comprar um imóvel à vista está longe de ser a realidade da maioria dos brasileiros. Por isso, existem outras maneiras de conquistar este grande sonho, e uma delas é fazer um consórcio imobiliário. Milhões de brasileiros já entraram em grupos de consorciados, mas esta escolha depende principalmente de como está sua vida financeira atualmente. Então, se você está pensando em entrar em um consórcio para comprar sua casa, confira seis situações em que essa escolha pode dar muito certo!

1. Quando você não tem o dinheiro para dar a entrada em um financiamento

Ao financiar uma casa em um banco, é preciso pagar um valor de entrada, que costuma ser 20% do preço do imóvel. Mas nem todo mundo tem esse dinheiro guardado. Nesse caso, existem duas alternativas: começar a juntar essa grana ou entrar em um consórcio.

A vantagem do consórcio é que ele ajuda você a ter disciplina para guardar o dinheiro, uma vez que a administradora envia mensalmente um boleto para sua casa. Por outro lado, a empresa cobra uma taxa por fazer essa administração. Quem opta pelo consórcio, geralmente não tem tanta disciplina para colocar o dinheiro na poupança e não gastar as economias. Então, são consumidores que preferem pagar as parcelas mensais sabendo que a compra da casa nova pode demorar. O consórcio, portanto, ajuda bastante quem não tem uma reserva financeira, mesmo que o prazo para a mudança seja maior do que em um financiamento.

2. Quando você não está com pressa de morar na casa nova

Para conseguir comprar a casa no consórcio imobiliário, você deve esperar o sorteio ou dar lances. Ou seja: você paga diversas parcelas sem morar no imóvel. Dependendo do dinheiro que sobra todo mês, às vezes ele não é suficiente para pagar a mensalidade do consórcio. Mesmo que você não tenha pressa para se mudar, leve isso em consideração. Afinal, quem paga aluguel ainda terá essa despesa quando entrar no consórcio porque nem sempre comprará a casa imediatamente.

Por outro lado, se você divide os custos da casa com alguém ou mora com parentes e não gasta com o aluguel, o consórcio pode ajudá-lo a juntar esse dinheiro. Mas por que não fazer um financiamento? Se você não tem pressa para se mudar, o consórcio compensa porque as taxas cobradas costumam ser menores do que os juros do financiamento de imóvel. Isso significa que você pagará menos no final.

3. Quando você tem um dinheiro guardado para dar como lanc

Se o valor que você tem não é suficiente para pagar a entrada de um financiamento, esse dinheiro pode ser muito útil no consórcio. Existem duas maneiras de ser contemplado e comprar o imóvel: esperar o sorteio ou dar um lance. Todos os consorciados pagam parcelas mensais para a administradora e, quem quiser, pode participar de um leilão e dar um lance. Na prática, o lance é uma oferta que você faz, indicando quantas parcelas gostaria de adiantar naquele mês. Quem fizer a maior proposta, vence. Nesse caso, além de pagar a parcela do mês, pagará um valor a mais para o lance. Então, nem sempre a grana que você tem guardada é suficiente para dar como entrada em um financiamento, mas ela pode ser ideal para antecipar sua contemplação no consórcio.



4. Quando você tem uma boa quantia no seu FGTS

Quem trabalhou com carteira assinada por mais de três anos pode usar o dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para dar um lance. Dependendo do valor, as chances de levar o imóvel aumentam.

Se você já trabalhou nessas condições, levando em conta seu salário e o tempo de empresa, é possível prever o valor que existe nesse fundo. Você pode usar a nossa calculadora de FGTS para ter uma ideia do dinheiro que tem. Se quiser conhecer o saldo exato, essa consulta está disponível na internet, mas você precisa ter o número do PIS e do título de eleitor.

5. Quando você tem o nome sujo ou não consegue comprovar renda

Nesses casos, infelizmente, vai ser difícil ter um financiamento aprovado no banco. Se você está com o CPF negativado, não existe nenhuma possibilidade de conseguir esse empréstimo. Já no caso dos autônomos, que costumam ter dificuldade para comprovar renda, ainda existe uma chance. Caso queira tentar o financiamento mesmo sem ter renda fixa, não tem problema algum. Mas se for reprovado, considere fazer o consórcio. As administradoras não fazem análise de crédito na hora de vender o consórcio e muitas também não exigem essa avaliação quando você é contemplado.



6. Quando você não consegue deixar o dinheiro na poupança

Toda a disciplina para economizar não dá resultado por que o dinheiro é usado para cobrir outro gasto? Acredite: isso acontece com muita gente. Nessa hora, o consórcio consegue ajudar porque você não tem como sacar o que já foi pago. O processo de saída de um consórcio é lento e você não pega na hora o que já depositou – normalmente, é preciso esperar até o final. Além disso, ao fazer parte do grupo, existe a obrigação de pagar as parcelas do consórcio, enquanto o hábito de guardar dinheiro na poupança é algo que depende só de você.

Conseguiu se identificar com pelo menos uma das seis situações? Se a resposta for sim, anime-se: o consórcio pode ser o caminho para a conquista da sua casa!





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.