O que você deve saber sobre um consórcio

  • Google+
  • LinkedIn

Fique por dentro das principais características de um consórcio antes de decidir entrar em algum grupo



Se você está pensando em financiar a compra de um carro ou imóvel, já deve conhecer o consórcio. Nele, uma administradora monta grupos de pessoas interessadas em financiar um bem, como um imóvel, um carro ou um tipo de serviço. Todos que fazem parte dos grupos precisam pagar parcelas mensais para esta administradora que organiza e aguardar a contemplação para poder comprar o bem. Ou seja, nem sempre você comprará o carro ou a casa quando quiser.

Como funciona o consórcio

Confira no vídeo abaixo as principais regras sobre estes grupos.

O que você deve pensar antes de entrar em um consórcio

1. Não dá para comprar o bem quando você quiser

Isso porque você pode ser sorteado logo na primeira parcela, mas também não está livre de conseguir o bem só na última etapa. E lembre-se que um consórcio pode durar até 15 anos.

2. Quem tem pressa poderia juntar dinheiro para dar lances

Outra maneira de ser contemplado no consórcio é dando um lance. Funciona como um leilão: se naquele mês o seu lance for o maior, você leva o crédito. Mas também não há garantia de que a sua oferta vai ser a mais alta.

3. As parcelas não diminuem mês a mês, como em um financiamento



Então, procure descobrir logo se o valor mensal caberá no seu bolso por bastante tempo. Uma saída é fazer uma simulação. Você descobre de graça quais são as parcelas para um consórcio de imóveis entre R$ 70 mil e R$ 600 mil.

4. Inadimplência tira seu direito de ser sorteado

Caso atrase o pagamento de alguma parcela, você pode ficar de fora do sorteio ou da possibilidade de dar um lance. Afinal, os consórcios dependem do pagamento dos participantes.

5. Quem desiste não recupera o dinheiro na hora

Se o orçamento apertar e você desistir do consórcio, terá que esperar até o final do grupo para pegar a quantia que já pagou. Ou seja, se o consórcio tem a duração de cinco anos, é preciso esperar esse tempo para pegar seu dinheiro de volta.

6. Existem riscos

No caso da administradora falir, você pode ficar sem a carta de crédito e sem o valor que já pagou nas parcelas anteriores. Por isso, procure entrar em um grupo de uma empresa confiável.



Então, não vale a pena entrar em um consórcio?

Depende da necessidade de cada um. Se você precisa do imóvel, do carro ou do serviço agora, o consórcio não é uma boa alternativa, pois não há como saber quando você será sorteado. Mas para quem não tem pressa e nem quer pagar os juros do financiamento, o consórcio pode ser a melhor saída, pois você só paga a mais o custo da administradora.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.