8 regras do consórcio de carro que você precisa conhecer

O que acontece se você atrasar uma parcela? E será que dá para entrar em um grupo em andamento? Tire estas e outras dúvidas aqui!

Se você vai comprar o seu carro com a ajuda de um consórcio, precisa conhecer bastante sobre o assunto para fazer a compra com segurança. E um bom caminho é entender como funcionam algumas regras desse negócio! Vamos lá?

1. Se você atrasar o pagamento de uma parcela, não participará do sorteio nem poderá dar lances.

Por isso, tente quitar tudo em dia e não perder as chances de levar o carro.

2. A administradora precisa ser autorizada pelo Banco Central para funcionar.

Esse é o órgão que fiscaliza todo o sistema de consórcios no Brasil. Rodobens, Suzuki Motos, Itaú, Vemar e Caixa são algumas das administradoras autorizadas. Para ver a lista completa, clique aqui.

3. Você pode participar de um grupo em formação ou que já está formado.

Se o consórcio está em formação, você entra e espera atingir o número mínimo de pessoas antes de começar a pagar as parcelas. E se ele já está formado, você pode comprar a cota com a administradora ou diretamente de outro participante que desistiu e quer repassá-la.

4. A data de vencimento da prestação é definida pela administradora.

Por isso informe-se antes se o dia do pagamento das parcelas não vai atrapalhar o seu orçamento mensal.

5. Você pode antecipar o pagamento das parcelas.

Confira no contrato se a sua ordem de pagamento é direta ou inversa. Se for direta, ao antecipar as parcelas você paga as próximas que estão para vencer. Se for inversa, o adiantamento quita as últimas parcelas do seu consórcio para que você termine de pagar antes do prazo.

6. Dá para comprar tanto um carro novo quanto um usado com a carta de crédito.

E como o pagamento do veículo é feito à vista com a carta de crédito, negocie um desconto! Confira os planos de consórcio de carro que a Rodobens oferece e compre online. Clique aqui.

7. Você pode usar até 10% da sua carta de crédito para pagar outras despesas do carro.

O seguro e o IPVA são exemplos de gastos relacionados ao veículo que você consegue quitar com essa parte do consórcio.

8. É possível pegar o valor da carta de crédito em dinheiro.

Mas fique atento: para isso, você terá que esperar seis meses, após o consórcio acabar ou após você ser contemplado.

Veja também!




comentários