Troque os pontos do seu cartão de crédito por prêmios! - Konkero

Troque os pontos do seu cartão de crédito por prêmios!

Milhas, eletrodomésticos, crédito no celular, descontos em ingressos. Conheça os benefícios que você pode trocar ao usar o seu cartão.

Acumular pontos ao fazer compras no cartão de crédito é uma vantagem que existe nos principais bancos do país. Em alguns casos, você precisa se cadastrar no programa de fidelidade para ter direito aos benefícios, mas, muitas vezes, a inscrição é automática e você acumula a cada compra feita. Dependendo do valor gasto e das regras do seu cartão, dá para trocar os pontos por passagens aéreas, por eletrodomésticos e por descontos em ingressos de cinema, por exemplo! Confira os benefícios mais comuns e veja o que você pode ganhar!

1. Pontos viram milhas aéreas

Para transformar os pontos do seu cartão em milhagem, que dá direito a passagens aéreas, você deve, primeiro, estar inscrito em um programa de fidelidade aérea. Ou seja: não adianta acumular mil pontos e, depois disso, fazer a inscrição no programa. Afinal, a contagem só vale a partir do momento da inscrição.

Alguns programas de fidelidade conhecidos são o TAM Fidelidade, o Smiles e o Múltiplus. Os cartões Ourocard, Itaú, Bradesco, American Express, Santander e Caixa costumam oferecer este benefício, mas vale conferir essa informação antes de pedir o cartão.

Entenda o cálculo das milhas

A quantidade de milhas que você consegue pegar depende do valor da sua fatura. E esse cálculo é feito em dólar: cada dólar gasto corresponde a uma determinada quantidade de pontos, a depender da categoria do seu cartão e da companhia aérea em que você fará a troca. Normalmente, US$ 1 gasto equivale a 1, 2 ou 3 pontos.

Continuando o cálculo, as passagens precisam de uma quantia bem grande de pontos no cartão para serem trocadas, dependendo do destino.

Para entender melhor, vamos ver um exemplo: a cada US$ 1 gasto no seu cartão, você acumula 2,2 pontos. A passagem só de ida para o destino de seu interesse precisa de 4 mil pontos para ser trocada. Sendo assim, você precisa de, no mínimo, 8 mil pontos para ir e voltar. Considerando o fato de que os pontos precisam ser utilizados em até 24 meses, que é o prazo de validade dos pontos, e o câmbio do dólar em R$ 4,10, você deve gastar pouco mais de R$ 650 por mês durante este período para acumular 8 mil pontos.

Será que a milhagem foi feita para mim?

Depende do seu orçamento e dos gastos no cartão. Lembre-se de que a maioria deles tem um prazo de um a dois anos para o resgate desses pontos, caso contrário, eles expiram e você terá que recomeçar a contagem. Então, se você não gasta o suficiente por mês para juntar os pontos necessários antes de o prazo terminar, o sistema de milhagens não é uma vantagem. Além disso, vale saber que alguns cartões não têm prazo para os pontos expirarem, mas eles costumam ter anuidades muito mais caras.

2. Pontos que viram prêmios

Existem cartões que deixam você trocar a pontuação acumulada por eletrodomésticos, eletrônicos, bicicletas e outros produtos. Mas fique atento aos prazos de uso dos pontos! Se eles estiverem perto do vencimento, não perca tempo e troque-os pelos produtos que puder – e que você gostar! Alguns dos bancos que oferecem cartões com estes benefícios são: Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander, Caixa.

3. Pontos que viram descontos

Outro benefício comum é trocar a pontuação (ou parte dela) em descontos em serviços e lazer. Algumas categorias do cartão Itaú, por exemplo, oferecem 50% de desconto em ingressos cinema, teatro e shows. Já os cartões do Bradesco disponibilizam bônus na recarga de celular. Você pode descobrir os benefícios do seu cartão acessando o site do banco ou pelo atendimento ao cliente.

Fuja da armadilha dos pontos

Utilize o cartão somente se precisar! Não adianta gastar a mais com a intenção de acumular pontos e prejudicar o seu orçamento. Além disso, desconfie dos cartões que não têm prazo de vencimento para o uso dos pontos, afinal, eles podem compensar essa vantagem subindo o preço das taxas que cobram. Se, infelizmente, você ficar endividado, não perca tempo e saiba como negociar dívida no cartão de crédito.

Veja também!