Será que você deve ter um cartão pré-pago?

  • Google+
  • LinkedIn

Entenda como funciona o cartão pré-pago, saiba quais tarifas são cobradas e decida qual empresa tem a melhor opção para o seu bolso.

Cartão pré pago



Você já ouviu falar no cartão de crédito pré-pago? A novidade desse tipo de produto é que ele deixa você depositar uma determinada quantia no cartão para gastar até que o crédito se esgote, sendo que a maioria das empresas que oferecem o cartão pré-pago não exigem que você tenha uma conta corrente. Por isso, o cartão pré-pago está fazendo sucesso entre os brasileiros, principalmente entre quem não quer ter conta em banco ou não consegue abrir uma por estar negativado. “A maioria dos clientes que chega até aqui para comprar um cartão pré-pago justifica essa escolha dizendo que não gostou do serviço do banco ou que não quer ter uma conta corrente”, conta o vice-presidente da Conta Super, Luiz Almeida.

As vantagens do cartão pré-pago

Entre as vantagens, está facilidade de pedir um cartão de crédito pré-pago, pois você não precisa comprovar renda. Afinal, você nunca fará um empréstimo porque o saldo do cartão depende dos carregamentos que você faz – e isso atrai mais clientes, segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (ABECS).

Ainda segundo a ABECS, o cartão pré-pago pode ser um tipo de controle financeiro, pois é o usuário que define no carregamento o quanto pretende gastar. Quem tem filho adolescente que começou a trabalhar, por exemplo, também pode indicar o cartão de crédito pré-pago para ele aprender a administrar o dinheiro sem ter o risco do endividamento do cartão de crédito ou do cheque especial. “Hoje é possível usar um cartão pré-pago para diversos fins. Você compra e saca qualquer tipo de conta, manda dinheiro para qualquer banco, pode eliminar o cartão de viagens, quando ele for nacional e internacional, e faz transferências online”, defende Luiz.

Mesmo com essas vantagens, pode ser que este tipo de cartão não seja o ideal para você.  Veja quando vale a pena ter um cartão pré-pago.

Quando vale a pena ter um cartão de crédito pré-pago?

Se você não consegue abrir uma conta corrente em banco nenhum, se pretende usar esse cartão de vez em quando e, principalmente, quando ele custar menos do que os gastos que você teria com uma conta em banco. Ter um cartão pré-pago envolve o pagamento de muitas taxas, por exemplo, para emissão do cartão, manutenção mensal, saque e carregamento. Então, dependendo do tipo de serviço que você precisa, a conta corrente ou até conta poupança terão um custo menor. Quer ver?

Se você escolher um pacote mínimo de serviços da conta corrente do banco Santander, por exemplo, gastará R$ 6,90 por mês. Nesse caso, você terá direito a, no mínimo, quatro saques, dois extratos e duas transferências no mesmo banco em um mês. No entanto, se você comprar o Pré-pago recarregável Itaú, por exemplo, gastará em torno R$ 19,50 por mês ( R$ 4,50 de mensalidade + R$ 15 para recarregar).

E a diferença aumenta se você abrir uma conta poupança – que não cobra tarifas. Afinal, você pode fazer dois saques em terminais e duas transferências para outra conta em seu nome.

Outro ponto que você precisa comparar é: o cartão de crédito pré-pago não deixa você comprar nada parcelado. O cartão de crédito, que permite esse tipo de compra, cobra anuidade e juros. Mas se você precisa desse serviço, vale a pena repensar a escolha do pré-pago.

Compare as tarifas de seis cartões pré-pagos

Normalmente, esses valores são informados pelas empresas emissoras de cartão pré-pago no momento da contratação, e os custos mudam bastante. Para você comparar já algumas dessas tarifas, selecionamos os pré-pagos recarregáveis mais conhecidos do mercado e comparamos esses preços. Confira abaixo quais são essas tarifas e lembre-se que esses valores devem ser sua primeira preocupação antes de fazer um cartão pré-pago:

Tarifa de aquisição/ emissão

Tarifa de carregamento

Tarifa de saque

Manutenção mensal

Conta Super – MasterCard

Grátis

Grátis

R$ 4,90

Pacotes de R$ 5,90 a R$ 10,60

AcessoCard – MasterCard

R$ 14,90

R$ 2,50

R$7,50

R$ 5

Cartão Mundo Livre – Visa

R$ 15

R$ 3

R$ 7

R$ 5

OuroCard – Visa e Banco do Brasil

R$ 10

Não divulgada

R$ 5 (a partir do 3º saque)

R$ 5

Pré-pago recarregável Itaú – Visa

R$ 15

R$ 15

Não divulgado

R$ 4,50

Pré-pago recarregável Itaú – Mastercard

R$ 15

R$ 15

Não divulgado

R$ 4,50

 



Além de comparar os preços, veja o que mais você precisa saber sobre os cartões pré-pagos



Conta Super – Mastercard

  • Tem um cartão virtual para compras na internet.
  • Uso nacional e internacional.
  • Possui aplicativo.
  • Manutenção mensal de R$ 9,90 dá direito a R$ 10 de bônus para celular em qualquer operadora e a um sorteio mensal no valor de R$ 10 mil.
  • Pagar boletos, receber DOCs e TEDs e o PagSeguro são itens que saem de graça.
  • Menores de idade podem ter um Cartão Adicional.
  • Custo da 2ª via do cartão virtual: R$ 4,90.
  • Custo da 2ª dia do cartão físico: R$ 14,90.
  • Valor da tarifa de transferência entre estes cartões: gratuita.
  • Valor de carga: máximo de R$ 5 mil por mês.
  • Valor máximo de saque: depende da política do caixa automático.

AcessoCard – Mastercard

  • Aplicativo para consultas de saldo/extrato e realizar transferências.
  • Possibilidade de consultar saldo e extrato através do telefone e SMS no valor de R$ 0,20 por consulta.
  • Transferência de dinheiro entre esses cartões por SMS custa R$ 2. Caso a transferência seja feita pela internet ou aplicativo ela é gratuita.
  • Limite de dinheiro que você pode manter no cartão: R$ 12.500.
  • Uso nacional e internacional.
  • Não oferece um cartão exclusivo para compras na internet, mas o AcessoCard opera compras online normalmente em todos os estabelecimentos credenciado na rede MasterCard.
  • Custo da 2ª via do cartão: R$ 9,90.
  • Valor de carga: máximo de R$ 1 mil por dia e R$ 5 mil por mês.
  • Valor máximo de saque: não tem limite.

Meo Cartão – Mastercard

O produto Meo Cartão Mastercard deixou de ser comercializado à partir de fevereiro de 2016.

Cartão Mundo Livre – Visa

  • É possível fazer compras pela internet.
  • Menores de idade podem ser portadores do cartão.
  • Uso nacional e internacional.
  • Não existe um cartão exclusivo para compras na internet.
  • Custo da 2ª via do cartão: No Brasil R$ 20, em caso de entrega no exterior, a 2ª via sairá por R$ 100.
  • Valor da tarifa de transferência entre estes cartões: não informado pela empresa.
  • Valor máximo de saque: depende do caixa eletrônico e do quanto tem no seu cartão.

Ourocard – Visa e Banco do Brasil

  •  Não há idade mínima para o portador do cartão.
  • Liberado só para correntistas deste banco.
  • De uso nacional apenas.
  • Não tem aplicativo.
  • Não possui cartão virtual exclusivo para compras na internet.
  • Custo da 2ª via do cartão: R$ 10.
  • Não há cobrança de taxa de recarga feita pelos caixas eletrônicos, internet banking ou aplicativo do Banco do Brasil.
  • Valor máximo de saque: depende da sua conta corrente.

Pré-pago Recarregável Itaú – Visa

  • De uso nacional.
  • Só para correntistas.
  • Não possui aplicativo.
  • Custo da 2ª via do cartão: R$ 15.
  • Valor da tarifa de transferência entre estes cartões: empresa não informou porque depende do pacote de serviços que você comprar.
  • Valor de carga: no mínimo R$ 20 por dia e no máximo R$ 1.200 por recarga.
  • Valor máximo de saque: no máximo R$ 1 mil por dia e até R$ 3 mil por semana.

Itaú Pré-pago Recarregável – Mastercard

  • De uso nacional.
  • Só para correntistas.
  • Não possui aplicativo.
  • Custo da 2ª via do cartão: R$ 15.
  • Valor da tarifa de transferência entre estes cartões: empresa não informou porque depende do pacote de serviços que você comprar.
  • Valor de carga: no mínimo R$ 20 por dia e no máximo R$ 1.200 por recarga.
  • Valor máximo de saque: no máximo R$ 1 mil por dia e até R$ 3 mil por semana.

*As informações acima foram obtidas nos sites dos bancos e operadoras no dia 06/07/2016 e estão sujeitas a alterações.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.