O que fazer quando o cartão de crédito é clonado

  • Google+
  • LinkedIn

Acredita que possa estar sofrendo um golpe em seu cartão de crédito? Descubra aqui o que você precisa fazer quando tem o cartão clonado. 

O que fazer quando o cartão de crédito é clonado 



A clonagem de cartões está entre os golpes mais comuns atualmente. Como todos estão sujeitos a esta fraude, é importante saber como agir caso você desconfie de um golpe. E, quanto antes você comunicar o banco, menor será o prejuízo. Saiba o que fazer!

Como saber se o cartão foi clonado

A maneira mais comum de descobrir essa fraude é consultar a fatura. Por isso, o hábito de verificar os gastos no mínimo duas vezes por mês, antes de o banco fechar a fatura, ajuda a descobrir o quanto antes um possível golpe. Caso encontre saques ou pagamentos que não fez, desconfie de uma clonagem.

Outra situação que pode significar um golpe acontece quando você não consegue usar as senhas para fazer compras antes que o banco avise sobre o bloqueio. “Nesses casos, o fato da senha não ser válida significa algum problema de clonagem ou de uso”, explica a supervisora da área de assuntos financeiros do Procon-SP, Renata Reis.

O que fazer quando você desconfia de um golpe

Entre em contato com o banco e peça para bloquearem o seu cartão. Você terá que pedir outro e trocar também a senha. Em alguns casos, o banco pede para você entrar em contato com a administradora do cartão e pedir o bloqueio diretamente com essa empresa. Depois, vá a uma delegacia e faça um Boletim de Ocorrência. Você não é obrigado a fazer esse documento, mas terá dificuldade em exigir os seus direitos se não o fizer. Por fim, procure guardar o número do protocolo que o banco informou quando você fez a ligação para avisar sobre o bloqueio.

O que deve constar no B.O.

Quando estiver na delegacia, descreva com detalhes a situação a partir do momento em que se deu conta da clonagem do cartão. Será necessário dar informações sobre todas as operações que não foram feitas por você, como saques, pagamento de contas e empréstimos. Não deixe de informar a data exata em que cada um destes eventos ocorreu.



Fique atento!

Clonagem de cartão é crime. E quem se responsabiliza pela segurança dos clientes é a operadora do cartão e, se for o caso, o lugar onde a clonagem aconteceu. Por esse motivo, a administradora do cartão vai atrás da fraude. Mas saiba que nos casos de perda do cartão, a responsabilidade será sua.



Posso pedir o dinheiro de volta?

Sim. Geralmente, é o Serviço de Atendimento ao Consumidor do banco que resolve esses problemas. Assim que você comunica a clonagem, o banco deverá retornar o contato e devolver o dinheiro em até cinco dias.

O que fazer se o banco não resolver o problema

Nesse caso, vá ao Procon do seu estado, ao Banco Central ou entre com uma ação no Juizado Especial Cível (JEC). Você também pode usar as redes sociais do banco para tentar resolver o problema. Para evitar que seu nome fique sujo por conta do golpe, peça ao banco para quitar apenas os gastos que você fez. Isso evita o atraso na fatura, por exemplo.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.