Como abrir uma conta poupança na Caixa? - Konkero

Como abrir uma conta poupança na Caixa?

Veja como abrir uma conta poupança na Caixa Econômica Federal e saiba quais benefícios você pode ter com essa conta.Guardar dinheiro é sempre uma boa opção. Você pode poupar para uma viagem, um curso, uma festa, um carro, um imóvel, ou até mesmo, atingir sua independência financeira. Graças às contas poupanças nos bancos, você pode guardar dinheiro e ainda ter um ganho sobre o dinheiro depositado.

Quando você investe na poupança, você empresta dinheiro ao banco e, assim, ele te paga juros sobre o valor emprestado, como uma remuneração. A Caixa Econômica Federal é um dos bancos que disponibilizam esse tipo de conta aos seus clientes. Veja agora como você pode abrir sua conta poupança na Caixa e quais benefícios pode ter.

Como abrir uma conta poupança na Caixa?

A Caixa Econômica oferece dois tipos de contas poupança: a conta poupança tradicional, e a conta Poupança Caixa Fácil. Como duas contas diferentes, têm meios diferentes de abertura. Entenda como preceder em cada caso.

Como abrir uma conta poupança tradicional na Caixa?

Para abrir uma conta poupança tradicional na Caixa, você deve reunir toda a documentação necessária e se dirigir até uma agência Caixa de sua preferência, um Correspondente Caixa Aqui ou uma Unidade Lotérica. Os documentos que devem ser apresentados, em suas vias originais, são:

  • Documento de identidade com foto (RG, CNH, RNE, passaporte, carteira de trabalho);
  • CPF;
  • Comprovante de residência atualizado, com prazo inferior a 60 dias do momento de abertura.

Caso você escolha abrir sua conta poupança em uma agência Caixa, é indicado que você escolha uma agência perto da sua casa ou trabalho, pois se acontecer algum problema, é nela que você deverá comparecer.

O gerente do banco fará a abertura de sua conta poupança gratuitamente e você já poderá realizar depósitos. Além disso, você também receberá um cartão de débito, que será desbloqueado automaticamente na sua primeira utilização. Ele é importante para quando você quiser fazer um saque.

O rendimento só acontecerá um mês depois do dia da sua aplicação, isto é, no aniversário do depósito. Sendo assim, se você fizer uma aplicação no dia 5, apenas nos dias 5 dos meses seguintes haverá rendimento.

Como abrir uma conta Poupança Caixa Fácil?

A Poupança Caixa Fácil é uma conta simplificada, que tem limite de saldo e de movimentação de R$ 3 mil por mês. Ela é indicada para pessoas com renda mensal de R$ 50 a R$ 2 mil.

Para abrir sua conta Poupança Caixa Fácil, você deve separar os documentos necessários, que são um documento de identidade com foto e CPF (original e cópia simples), e se dirigir até um Correspondente Caixa Aqui ou uma Unidade Lotérica. Diferentemente da poupança tradicional, você não pode abrir sua Poupança Caixa Fácil em uma agência Caixa.

Com sua conta aberta, você poderá fazer depósitos e receberá, em poucos dias, o cartão de débito, útil para fazer saques. É importante se lembrar de que a movimentação desta conta é limitada a R$ 3 mil por mês, o que significa que o saldo também não poderá ultrapassar esse valor.

E a poupança integrada?

A poupança integrada é vinculada à sua conta corrente na Caixa. Sua abertura é feita no momento de abertura da conta corrente, mesmo que não tenha sido solicitada. Assim, caso você queira utilizá-la, basta transferir o valor da conta corrente para a poupança integrada, que tem o mesmo número que a conta corrente.

Por que ter uma conta poupança na Caixa?

Ao abrir uma conta poupança na Caixa, você pode movimentá-la por meio do internet banking, aplicativo do banco ou presencialmente em agências e caixas eletrônicos.

Não é cobrada nenhuma taxa de administração, seja na poupança tradicional ou na Caixa Fácil, e também não há valor mínimo de aplicação inicial ou resgate. No entanto, caso a conta fique zerada por 180 dias, ela é encerrada automaticamente.

Guardando dinheiro na poupança Caixa, você recebe a rentabilidade de TR (taxa referencial – definida pelo Banco Central do Brasil) + 0,5% sobre o valor investido, tem isenção de Imposto de Renda, e ainda conta com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que garante a restituição de até R$ 250 mil reais por conta e CPF caso o banco quebre.

Veja também!