Letra Financeira – O que é e o que significa - Konkero

Letra Financeira - O que é e o que significa

Descubra agora o que significa Letra Financeira, uma modalidade de investimento disponível no mercado financeiro.

A Letra Financeira, também conhecida por LF, é uma modalidade de investimento criada em 2010 pelo Governo a fim de permitir aos bancos a captação de recursos de longo prazo, o que os protege em caso de crise, por exemplo.

Esse é um tipo de aplicação de renda fixa parecido com outros investimentos mais conhecidos, como o CDB, LCA e LCI, porém com rentabilidade maior, pois possui requisitos diferentes para o investidor, além do valor aplicador não poder ser resgatado antes do prazo estipulado.

O que isso muda na minha vida

Apesar de parecido com o CDB, vale lembrar que a Letra Financeira não possui proteção do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Por isso, é importante a escolha de uma instituição financeira grande e confiável.

Para aplicações em Letra Financeira, o investidor precisará desembolsar pelo menos R$ 150 mil, valor mínimo de investimento. Mas também existe a Letra Financeira Subordinada, onde a aplicação mínima é de R$ 300 mil.



Sua rentabilidade é acima do CDB, com 102% a 115% do CDI e a declaração do imposto de renda para esse tipo de aplicação é com base na menor alíquota da tabela regressiva usada para investimentos de renda fixa, ou seja, 15% da rentabilidade total do investimento.

E fique atento ao prazo, pois para os investimentos em Letra Financeira o prazo mínimo é de 2 anos e máximo de 8 anos, não podendo resgatar o valor aplicado antes do seu término. Se mesmo assim houver a necessidade de resgate antes do fim do prazo, será preciso encontrar um outro investidor disposto a comprar o título.

Veja também!


Compartilhe