O que dá para fazer em um caixa eletrônico

  • Google+
  • LinkedIn

Fique por dentro dos serviços que estão disponíveis neste tipo de atendimento e economize tempo no banco

BANCO_O que dá para fazer em um caixa eletrônico



Sacar dinheiro ou fazer depósitos são apenas algumas das atividades permitidas em um caixa eletrônico. Dependendo do que você precisa, dá para substituir a fila das agências e resolver sua pendência neste tipo de atendimento eletrônico. Em alguns casos, você ainda consegue acessar o sistema mesmo se estiver sem o cartão. Confira o que fazer para não perder mais tempo no banco!

Os serviços disponíveis nos caixas eletrônicos

– Agendar o pagamento de títulos;
– Pedir o cancelamento ou a substituição do cartão de crédito em casos de perda, furto ou roubo;
– Pedir informações sobre cartão de crédito e débito;
– Fazer cópia de documentos;
– Comprar créditos para celulares pré-pagos;
– Fazer o cadastro ou bloqueio de débito automático;
– Depositar dinheiro em conta corrente ou poupança;
– Pedir um empréstimo, desde que com o uso de limite pré-aprovado;
– Tirar extratos de consulta e retirada;
– Pagar benefícios sociais;
– Pagar multas, tributos e licenciamento de veículos, assim como contas de consumo de faturas do cartão de crédito;
– Receber informações sobre produtos, como ações, câmbio, capitalização, CDB, comércio exterior, consórcios, fundos, vida, previdência e seguros;
– Conseguir informações sobre a rede de atendimento;
– Consultar saldos;
– Fazer saques em conta correntes e poupanças;
– Avisar sobre a perda de talão de cheque;
– Retirar folhas e talão de cheques;
– Consultar a tabela de tarifas do banco;
– Realizar transferências entre agências do próprio banco;
– Fazer TEDs e DOCs entre bancos.

Atenção: nem todos os serviços indicados acima estão disponíveis para 100% dos bancos. Na dúvida, fale com o seu gerente ou com o atendimento ao cliente.

Como utilizar o caixa eletrônico de maneira segura

Segundo a FEBRABAN, existem alguns cuidados que você precisa ter antes de usar o caixa eletrônico.



Antes de iniciar a operação:

– Verificar na tela se o equipamento está ativo ou inoperante. Se a máquina estiver desligada, não coloque o seu cartão;
– Se o caixa eletrônico parecer alterado, quebrado, utilize outro terminal;
– Não aceite a oferta de estranhos para passar o cartão em outro terminal, mesmo que ele se apresente como funcionário do banco. Alguns fraudadores se utilizam desse golpe para clonar cartões e obter senhas;
– Verifique se as pessoas atrás de você estão respeitando a faixa de segurança;
– Prefira utilizar os caixas automáticos instalados em locais de grande movimentação e dentro de shoppings, lojas de conveniência, postos de gasolina, etc;
– Prefira o horário diurno e comercial para fazer saques. Caso precise sacar dinheiro à noite peça a companhia de um amigo.



Durante a operação:

– Ao digitar sua senha, mantenha o corpo próximo à máquina, evitando que outros possam ver os números;
– Nunca aceite ajuda de estranho, mesmo que eles não pareçam suspeitos;
– Fique atento se não há alguém suspeito ou curioso no interior da cabine ou próximo a você. Na dúvida, cancele a operação.
– Caso não consiga finalizar uma operação, aperte a tecla ANULA ou CANCELA.
– Se o seu cartão ficar retido, aperte a tecla ANULA ou CANCELA e comunique-se imediatamente com o banco. Tente utilizar o telefone da cabine, mas se ele não estiver funcionando, desconfie de um golpe.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.