Conta Corrente Digital: como e onde fazer?

  • Google+
  • LinkedIn

Com ela, você tem direito a saques, transferências e consultas sem cobrar nada por isso. A única exigência é acessar o banco pela internet ou no caixa eletrônico



Você sabia que existe um tipo de conta corrente que faz as transações mais comuns em um banco, mas sem cobrar tarifas? Esta é a função da conta corrente digital. Ela não cobra taxas mensais, como acontece em uma conta tradicional, no entanto, todas as operações possíveis devem ser feitas pelo site do banco, em caixas eletrônicos ou via celular.

O que a conta digital oferece

Você pode consultar extratos, sacar dinheiro, fazer pagamentos, depósitos e transferência sem pagar nada por isso, desde use meios eletrônicos. Ou seja: atendimento do gerente, emissão de talão de cheques e saques nos guichês das agências serão cobrados individualmente. Ao pedir um talão de cheques no Itaú, por exemplo, você terá que pagar R$ 6,80.

Além do preço cobrado por operação fora do pacote da conta corrente digital, vale saber que a quantidade de serviços gratuitos muda conforme o banco. Então, não deixe de pedir essa informação antes de contratar qualquer conta.

Onde encontrar a conta digital gratuita

Nem todos os bancos oferecem a conta corrente digital porque ela não é obrigatória. Entre os maiores do país, somente Banco do Brasil, Bradesco e Itaú disponibilizam esse serviço. Saiba mais sobre cada um:

Banco do Brasil | Pacote Conta Digital

O Pacote Conta Digital é o nome que o Banco do Brasil usa para a conta gratuita. Se você já é cliente deles, mas quer trocar de conta, basta pedir a migração para o seu gerente. Quem for cliente novo precisa fazer um pré-cadastro no site e levar os documentos até a agência mais próxima. Veja quais serviços estão inclusos nesse pacote:

– Extrato mensal ou de um período específico da conta;
– Saque;
– Transferências por DOC/TED, desde que feitas pela internet, no caixa eletrônico e outros meios eletrônicos;
– Transferências entre contas do Banco do Brasil, desde que feitas pela internet, no caixa eletrônico e outros meios eletrônicos;
– Ordem de Pagamento (ORPAGs) nos caixas eletrônicos e na Internet;
– Agenda Financeira via Terminal de Autoatendimento BB.

Itaú | iConta

A iConta é individual e pode ser usada por qualquer pessoa física. Para abrir uma, é preciso se cadastrar pela internet e levar alguns documentos até a agência que você escolher. Os serviços gratuitos da iConta são:

– Cartão Itaú;
– Serviço dos caixas eletrônicos, como saques e pagamentos;
– Acesso ao Banco 24h;
– Transferência ilimitada entre contas do Itaú, por internet ou canais eletrônicos;
– Extrato mensal ilimitado (atual ou do mês anterior) da conta de depósitos à vista ou da poupança usando os caixas eletrônicos;
– Acesso ilimitado a informações por celular (SMS) e aviso automático de movimentação de conta corrente;
– Transferência ilimitada por meio de DOC e TED, mas somente nos canais eletrônicos.



Bradesco | DigiConta

Chamada de DigiConta, a opção digital do Bradesco pode ser aberta por qualquer pessoa física. Para isso, faça um pré-cadastro no site do banco e leve os documentos necessários até uma das agências do Bradesco. Os serviços gratuitos são:

Consulta de extratos e transferências;
– Cartão para saque e consulta de saldo;
– Limite de crédito pré-aprovado;
– Receber SMS ou informações sobre a conta por e-mail;
– Débito Direto Autorizado via SMS;
– Acesso aos aplicativos para iPhone e iPad;
– Chave de segurança (Token) para Celular;
– Cartão de crédito ou débito;
– Pedido de extratos e correspondências por meios eletrônicos;
– Abertura de poupança;
– Uso ilimitado do autoatendimento, do Fax Fácil e do Banco24Horas;
– Extrato mensal dos últimos 30 dias e extrato nos últimos cinco dias para conta corrente e poupança;
– Saques no autoatendimento e no banco 24h;
– Transferência entre contas Bradesco por meio da internet ou Bradesco celular.

Como abrir uma conta digital

Caso decida abrir uma destas três contas, veja qual a documentação exigida:

– O original de um documento como RG, CNH (com foto), carteira de trabalho, carteira de inscrição nas entidades de classe (ex. OAB, CRM, CREA) ou carteira de identidade militar (Exército, Marinha, Aeronáutica ou Policia Militar);
– O original do CPF ou apenas o RG se o CPF estiver nele;
– Comprovante de residência atual, que pode ser uma conta de água, luz, gás ou telefone fioxio dos últimos dois meses;
– Comprovante de renda, como holerite, contracheque ou declaração do Imposto de Renda.



Não quer uma conta digital?

Você pode optar por uma conta corrente comum, mas saiba que pagará uma tarifa mensal para usá-la. Nesse caso, é muito importante conhecer os pacotes e os serviços oferecidos, além dos valores cobrados por isso nos seis maiores bancos do país. Saiba mais sobre a conta corrente aqui.

Use a internet com segurança

Como a conta corrente digital faz você usar o internet banking com frequência, é preciso tomar alguns cuidados para evitar os golpes. Por exemplo, mantenha o antivírus atualizado sempre e não acesse o banco por computadores em lan house ou qualquer lugar público. Saiba mais dicas para usar o internet banking com segurança.





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.