Cuidado ao usar o limite ou cheque especial

  • Google+
  • LinkedIn

Um dos erros mais comuns na hora de organizar as finanças é incluir o limite de crédito e o cheque especial no cálculo da renda mensal que você tem disponível.

Tudo bem, essas saídas existem para tirar as pessoas do sufoco quando as contas saem do controle. Mas não dá para confundir crédito com renda.



Toda vez que você utiliza o cheque especial ou o limite do cartão está emprestando dinheiro. E isso não aumenta seu salário; pelo contrário, é uma dívida que você vai ter que pagar.

A única pessoa que está ganhando renda quando você usa esses recursos é a instituição financeira. Afinal, depois pagará esse empréstimo com juros.

Quanto posso emprestar sem comprometer minha renda?

Se não tiver jeito e você precisar fazer um empréstimo, tente evitar que a parcela do financiamento ultrapasse 25% do valor da sua renda mensal.





Ou seja, se você tem uma renda de R$ 2 mil por mês, não faça uma dívida com parcela maior do que R$ 500.

E ainda assim, seja cuidadoso. Mesmo que a prestação comprometa menos que 25% do seu salário, o importante é avaliar se esse dinheiro não vai fazer falta no fim do mês, ok?





Comentários:

Atualmente recebemos centenas de perguntas todos os dias. Com isso, os comentários não serão respondidos mais pela equipe Konkero. A intenção é que os próprios usuários ajudem uns aos outros. Não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas uma vez que elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc. Importante: quando você faz um comentário, ele fica público nessa página após a aprovação da nossa equipe e também será publicado em sua timeline no Facebook de acordo com suas configurações de privacidade. Nos reservamos o direito de excluir comentários considerados inapropriados, ofensivos ou de divulgação de produtos e serviços.